quinta-feira, 28 de maio de 2009

A ESCOLA DOS MEUS SONHOS E A IDEOLOGIA DE KARL MARX (parte 3)

Ao se pensar em uma proposta para a Escola dos meus sonhos, compreende-se que esta será inventada. Ou (re)inventada?
Sabemos que as instituições de ensino são valorizadas ou não conforme a sua proposta. A imperante e quase sinônimo de eficácia na sociedade pós-moderna, é a proposta pautada no materialismo histórico.
Não pretendo descartá-lo completamente, seria ingenuidade da minha parte, uma vez que bem analisado, encontramos diretrizes coerentes, enclusive em relação ao capitalismo.
Então a proposta da escola dos meus sonhos seria eclética? Talvez sim. É certo que isso renderia crítica do lado dos intelectuais, especialmente aqueles que defendem o materialismo histórico sem mistura.
Embora há questões pertinentes no materialismo, este não será parâmetro para a proposta da escola em apreço. Não, as personalidades mundiais dessa ideologia, como: Vladimir Lenin, Che Guevara, Fidel Castro, Leon Trotsky, Friderich Engels e Karl Marx, nenhum desses me atraiu. Entretanto, o percussor do Cristianismo, o Maior personagem da história, Ele sim, me convenceu que sua teoria transforma vidas. E ninguém pode me provar o contrário, porque Ele transformou o meu mundo!

No ano de 2001, no primeiro módulo da minha pós graduação, numa sala fria e “fina”,feita de mármores, entre alguns intelectuais da universidade pública do OESTE do Paraná, eu me sentei, apreensiva, um tanto assustada, e para ser mais realista, eu me senti totalmente deslocada ao ter ciência que aqueles mestres e doutores, naquela ocasião seriam alunos em mais um ou dois módulos. Motivo? É que o professor era uma ‘personalidade’ da Educação brasileira, que participava no momento da construção da proposta educacional do governo Lula. Neste primeiro módulo, ministrado pelo professor Gaudêncio Frigotto, a ideologia de Karl Marx foi discutida, debatida, ingerida, aplaudida, idolatrada e amada. Não, não fui eu que a reverenciei tanto, sinceramente, a discussão entelectualizada quase me fez desistir dessa pós - graduação, haja vista que o conhecimento demonstrado ali, me parecia algo muito além da minha compreensão. O que eu pensei entender a respeito de materialismo entre outras teorias e políticas sociais, nessa ocasião se tornou fragmentos e nada mais.
Ironicamente, eu não desisti, busquei conhecer mais a respeito, afinal , meus conhecimentos seriam avaliados em todas as disciplinas, além da banca final que por sinal, foi composta pelo mesmo grupo de professores da universidade já citada.

Mais irônico ainda, é que alguns anos depois, participantes do mesmo grupo dessa universidade, apresentou o projeto de construção da proposta educacional da rede pública do ensino fundamental de Cascavel. E eu como funcionária pública, mais precisamente atuando como professora, participei da construção daquela.


Hoje não estou atuando na rede educacional, entretanto, minha filha com 5 anos de idade é aluna numa escola pública. Eu acredito que a proposta atual é prejudicial para a vida cristã das crianças, uma vez que DEUS é banido dessa proposta. Porém, sei que a minha filha já tem no seu coração a VERDADE plantada, basta cultivarmos. Mas isto não é suficiente para sanar minha preocupação, uma vez que sou conhecedora do contexto escolar, sei que nem todas as famílias se preocupam com esta questão, nem ensina a criança no caminho em ela deve andar.

Sei também que muitos professores não se deixam levar pela ideologia marxista, e assim, Deus continua participando nas suas aulas.
A doutrina de Karl Marx, este sistema econômico e social baseado na propriedade comum de todos os bens e na igualdade de distribuição de riqueza, a grosso modo, parece bom, justo e eficiente, porém quando compreendemos a proposta da bíblia , bem como pesquisamos um pouquinho a vida de Marx, dá a nítida impressão que Marx deturpou a palavra de Deus, especialmente a respeito da igreja primitiva em que os irmãos viviam em comum, isto é dividiam, repartiam os bens que tinham: “E TODOS OS QUE CRIAM ESTAVAM JUNTOS, E TINHAM TUDO EM COMUM. E VENDIAM SUAS PROPRIEDADES E BENS, E REPARTIAM COM TODOS, SEGUNDO CADA UM HAVIA DE MISTER” (Atos 2.44).

Há uma diferença imensa no viver em comum, impulsionados pelo Espírito Santo, situação amorosa que a bíblia propõe e o comunismo, imposto pelo Estado apregoado por Marx.
Assevero sobre a possibilidade de Marx ter deturpado a palavra de Deus porque de acordo com a história, Karl Marx, até aos 15 anos, era cristão convicto, isto é conhecedor da bíblia. Sua família, burguesa e de origem judaica, se converteram ao protestantismo luterano. Inclusive, segundo a história, “Análise Da Arte Cristã”, foi alguns dos textos elaborados por Marx na faculdade de filosofia.
Apesar de Marx lutar contra a desigualdade social, tanto que um de seus importantes documento, “O MANIFESTO COMUNISTA” (Marx e Engels), inicia com uma análise da luta de classe e termina com um clamor a união dos operários do mundo inteiro. Sabemos que a ideologia marxista, além de utópica, ela exclui o único que pode promover transformações eficazes.

A ideologia de Karl Marx não serve de parâmetro para a proposta da escola dos meus sonhos. Nem para o próprio Marx, sua ideologia serviu. Ainda conforme a história, Karl Marx, fez sua esposa Jenny sofrer privações, Por muitas vezes, não tinha como alimentar seus filhos. Dos 6 filhos que nascera, apenas 3 chegaram a fase adulta. Marx morreu ( 2 anos depois da morte de sua esposa), de uma doença grave, sozinho, sentado na cadeira de seu escritório, onde dormia.
Conforme a biografia de Marx escrita por David Mclellam (ERA KARL MARX UM SATANISTA?), vários textos deixam evidenciar pensamentos satanistas:” ...OS VAPORES INFERNAIS ELEVAM-SE E ENCHEM O MEU CÉREBRO...”;
“ DESEJO VINGAR-ME DAQUELE QUE GOVERNA LÁ EM CIMA”;
Um poema de Marx, intitulado A Donzela Pálida, cita: ...ASSIM EU PERDI O DIREITO AO CÉU, SEI DISSO PERFEITAMENTE, MINHA ALMA OUTRORA FIEL A DEUS, ESTÁ DESTINADA AO INFERNO....”.

Independente, dos trechos aqui citados, a revolta contra o cristianismo e conseqüentemente, contra Deus por parte da ideologia marxista, é explicita e fica claro que Karl Marx, não poupou sacrifícios para “se vingar daquele que governa lá em cima”.


( bibliografia: ERA KARL MARX UM SATANISTA? Por Richard WUMBRAND 2007).

4 comentários:

Deividh disse...

Maravilhoso meu amor...Muito bom seu texto.

De cara limpa! disse...

É Cleo, não há como negar que algumas das concepções, principalmente á respeito do capitalismo, socialismo (...) são "coerentes" como você mesma disse, mas também não restam dúvidas do instrumento que ele foi nas mãos erradas, que aliás, sofremos essa influência até hoje!
Ótimo post! Beijos!

Hugo A. Matos disse...

Isso é de uma desonestidade intectual e falta de caráter imensa. Esses são trechos soltos de poesias de Marx. Se fizermos o mesmo com a Bíblia, não sobra nada de bom! Gênero literário poético, senhora Cleonice..Digne-se ao menos em postar as poesias completas para que seus leitores/leitoras decidam por si mesm@s. Isso o que está fazendo é Ideologia! Das piores!

Hugo Allan Matos disse...

Este poema da Donzela pálida, por exemplo, Marx trata de uma mulher que se iludiu pelas promessas de um homem e a abandonou por outra. Narra o inferno em que essa pobre donzela encontra-se! Pelo amor de Deus ou vocês são muito ignorantes ou muito desonestos!!! E quais seriam os reais interesses por traz dessa reprodução cega, ignorante ou ideológica desse tipo de demonização de Marx e de toda a esquerda? Marx foi cristão, minha senhora e em seus livros tem muito mais da bíblia, defendendo muito mais valores bíblicos que esse seu blog...Vamos ler mais e parar de reproduzir essas coisas, sem pensar, levando nossos leitores ao erro!