terça-feira, 22 de dezembro de 2009

É NATAL


O natal se aproxima...
Nesta época, de fato, sentimos que “o natal está no ar”...
São tantas lembranças;
Promessas de recomeços.
Lembro dos "natais" da minha infância;
Não conhecíamos trenó, nem bonecos de neve.
Sinceramente, também não entendíamos o significado do natal.
Minha família passava o ano trabalhando nas lavouras, mais para os outros, enquanto que para a nossa “roça”, restava pouco tempo,pouco dinheiro, pouco sustento...
Na época do natal, as lavouras de milho estão “floridas”, ou seja, os pendões majestosos mostram sua beleza com muito glamour.
Me lembro das ocasiões em que “o mato”(as pragas, ervas daninhas) insistiam em crescer, na mesma proporção que a plantação de milho.
Algo comum naquele contexto, era passar o natal com as lavouras limpas...
Como já disse, o nosso tempo era escasso, então, a exemplo de outros agricultores, carpíamos as pragas apenas na beira da estrada, Isto é, se as ruas da plantação de milho media aproximadamente 150 metros de comprimento, limpávamos de 20 a 30 metros, causando a ilusão a quem passava na estrada que a lavoura estava toda limpa.
Há poucos dias me lembrei desse fato e lamentei que muitas vezes, nossas vidas se pareça com a lavoura de milho da minha mãe na época de natal...
Limpamos nosso coração pelas beiradas, amamos apenas onde os olhos alcançam;
Queremos ser vistos , somos orgulhosos, mas é apenas fachada, se adentrarmos um pouquinho mais fundo no nosso ser, nos deparamos com ervas daninhas como a inveja, a soberba, falta de perdão, amargura...
Desejamos feliz natal para todo mundo, mas, o que significa o natal para mim?
Na minha infância, de algum modo, eu tinha esperança, especialmente nessa ocasião.
Não, não era expectativa de papai Noel, ganhar presentes, doces. Estas coisas não fizera parte da minha vida de criança.
A esperança que tinha, hoje compreendo, era o Espírito Santo me consolando e prometendo o Salvador...
Ele já havia nascido há tantos anos, eu apenas não o conhecia ainda...
Mas Ele já me conhecia...
Hoje, eu conheço o meu Jesus e sei que Ele se tornou homem e veio a este mundo para salvar eu e você.
Não podemos ser enganados pelo sistema capitalista que nos diz que natal é para dar e receber presentes, festas...
Percebamos o paradoxo, estábulo não se relaciona com o glamour do capitalismo.
Natal é uma aliança entre um Deus humilde e a humanidade!

2 comentários:

Francielle Cristiane Silva disse...

Como é bom viver o verdadeiro Natal!!!! Desejamos a você e sua família um Natal cheio da presença do Menino Jesus e que esta presença os acompanhe no ano que se inicia!!! Beijos de nós três pra vocês quatro!!!!

Marcia do Rafa disse...

a essência és tu Jesus! Cleo querida feliz natal (como vivemos o verdadeiro tem que ser feliz não é?) Aleluia! Concordo com tua mensagem...