quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Falar o Que É Justo, Nos Garante a Herança

Quando eu estava na faculdade, fiz um concurso público, que se eu fosse aprovada, não poderia assumir, pois faltava mais de um ano para que eu me formasse. Outro obstáculo, é que só haviam duas vagas para mais de 200 candidatos. Ao sair o resultado, meu nome estava em 11º lugar.
Quando nossa primogênita nasceu, eu coordenava os abrigos de adolescentes da cidade de Cascavel PR. Meu contrato era CLT e, em relação aos cargos de concursos, eu recebia um excelente salário. Foi nesse período que fui convocada para assumir o referido concurso, pois os pedagogos que estavam na lista antes de mim, alguns assumiram, mas logo pediram exoneração por conta do baixo salário. Outros nem quiseram assumir a vaga. Pois bem, e eu o que faria? Abriria mão do meu contrato CLT para assumir um concurso que me daria estabilidade, porém, com salário 3 vezes menos do que eu recebia?
Eu e meu esposo, nós lançamos aos pés do Senhor, pedindo direção.
Eu sabia que desde o início, Papai estava me capacitando, me direcionando e a resposta veio com clareza. Pela fé, de que Deus mudaria a situação, o salário, eu assumi o concurso. Continuamos orando pedindo a Deus que fosse aprovado um projeto que tramitava há anos, em que visava o plano de cargos e salários do funcionalismo público do município...
O primeiro mês, eu de licença maternidade, recebi meu primeiro salário do concurso, 3 vezes menos que o mês anterior.
Não foi fácil, pois meu esposo estava ainda na faculdade, apenas estagiando com uma pequena bolsa de 260 reais por período. No mês seguinte, a circunstância seria pior, pois eu voltaria ao trabalho, encerrando minha licença maternidade e como meu esposo trabalharia o dia todo e estudaria a noite, não teria tempo com nossa bebê, por isto, chegamos num acordo, em que ele deixaria um período de estágio, para cuidar, ficar, curtir ela, reduzindo a renda dele ainda mais rsrs
Ah, o salário baixo, que levara os primeiros colocados no concurso a desistir deste, eu só recebi um mês, pois o próximo recebimento, já era o salário atualizado mediante a mudança da lei, a aprovação do tão esperado projeto...Glória a Deus por tudo, absolutamente tudo.
Relatei isso tudo, porque me lembrei de uma passagem bíblica que nos alimenta, nos enchendo de esperança, fortalecendo nossa fé.
Refiro me, as filhas de Zelofeade, que viviam sob a lei hebraica que previa direito de receber herança, apenas filhos homens. Assim que souberam da morte do pai, chegaram a Moisés para reivindicar a herança deixada pelo pai. Consta em Números 27:7, que: “As filhas de Zelofeade falam o que é justo; certamente lhes darás possessão de herança entre os irmãos de seu pai; e a herança de seu pai farás passar a elas.
(Números 27:7).
Moisés intercedeu a Deus e, Este, atendeu o clamor das 5 filhas de Zelofeade (Macla, Noa, Hogla, Milca,Tirza). Por causa destas mulheres, através do pedido delas, a lei foi mudada e todo aquele que não possuísse filho homem, sua herança passaria para a filha.
“E chegaram os chefes dos pais da família de Gileade, filho de Maquir, filho de Manassés, das famílias dos filhos de José, e falaram diante de Moisés, e diante dos príncipes, chefes dos pais dos filhos de Israel,
E disseram: O SENHOR mandou a meu senhor que, por sorte, desse esta terra em herança aos filhos de Israel; e a meu senhor foi ordenado pelo SENHOR, que a herança do nosso irmão Zelofeade se desse às suas filhas”.
(Números 36:1,2)
Aprendemos aqui, que antes de um movimento chamado feminismo existir, as mulheres já reivindicavam e lutavam pelos seus direitos, porém, com as armas certas, com sabedoria e graça. Aprendemos também que, para nos abençoar, Deus muda as leis e destrói qualquer barreira que nos impeça de receber nossa herança. As promessas nas nossas vidas irão se cumprir! A porta que Deus abre, ninguém fecha!
“Ele muda os tempos e as estações; ele remove os reis e estabelece os reis; é ele quem dá a sabedoria aos sábios e o entendimento aos entendidos”. (Daniel 2:21).
Que o Nome Dele seja exaltado e adorado para sempre! Aleluia!!!




0 comentários: