sábado, 21 de janeiro de 2012

Quantas Vezes Precisamos de um "Gregório de Falco" Nas Nossas Vidas!

Hoje eu li um post no blog “Eu, eu mesma e Iracema” e me dei conta de como em várias situações me  acovardei, quantas vezes tentei pegar o meu bote,qualquer coisa, e fugir...
Inúmeras vezes tentei fugir das responsabilidades do casamento, da igreja, com Deus,do trabalho, com pessoas...
Também refleti que foram muitas vezes que fui salva por um “Gregório de Falco”! Isso mesmo, me lembro de muitas vezes que eu pensei que fugir, sair da linha de frente em situações difíceis seria a solução para mim, porém, fui confrontada com a ousadia de alguém, que assim como Gregório, me fez voltar e lutar...

Ainda pensei: como precisamos de “Gregório de Falco” nas nossas igrejas, que confrontam os que estão naufragando e nem percebem o que está acontecendo!
Precisamos de pessoas sérias que confrontam o pecado...que confrontam os “Frsncescos Schettino”!
Há pessoas deixando o primeiro amor, abandonando ministérios, naufragando nas águas escuras do mundo...alguns faltam lhes amor, mas há sem dúvidas, aqueles que precisam mais que amor, precisam de um “Gregório de Falco” dirigido por Deus para confrontá-los...
Do mesmo modo que o profeta Natã confrontou Davi: “DEPOIS DE TER FICADO observando Bate-Seba, uma bela mulher, casada, no terraço de sua casa numa noite, o rei Davi cometeu um lamentável pecado, por tê-la como se fosse sua esposa. Na tentativa de esconder esta ação má, ele, por fim, planejou o assassinato de seu marido, Urias o heteu. — 2 Sam. 11:3-24
Nosso versículo chave indica que Davi logo em seguida tomou Bate-Seba como esposa e após isso ela teve um filho. Devido ao desgosto de Deus pela conduta de Davi, Ele enviou o profeta Natã para reprovar o rei.
Natã mencionou uma parábola na qual um homem rico havia se apossado de algo que pertencia a um homem pobre. Ao ouvir falar das ações do homem rico Davi ficou bastante aborrecido e disse que esta má ação certamente devia ser castigada. — 2 Sam. 12:2-6
DE FORMA BEM APROPRIADA, NATÃ ALCANÇOU O OBJETIVO DA LIÇÃO DIZENDO A DAVI: “TU ÉS ESTE HOMEM.” — V. 7
Como porta-voz de Deus, Natã, ao condenar Davi, citou muitas bênçãos divinas que o rei havia recebido, mas também apontou diversos atos pecaminosos que este havia cometido apesar da bondade de Deus para com ele. (vv. 8, 9) Adicionalmente, a retribuição divina foi dada contra o rei pelo seu grosseiro delito. Davi então reconheceu seu pecado, se arrependeu, e recebeu perdão. (Sal. 32:1-4) Embora a vida de Davi tenha sido poupada, o filho, que nasceu de sua união ilícita com a esposa de Urias, foi atingido por uma enfermidade e consequentemente morreu. — 2 Sam. 12:13-18...”( retirado de Estudos Internacionais da Bíblia).
Percebemos que o rei Davi só caiu em si sobre o pecado que havia cometido após ser confrontado pelo profeta Natã...
Do  mesmo modo,Francesco, o capitão do Costa Concordia, só voltou para o navio, de onde não devia ter saído, após ser repreendido duramente por Gregório de Falco...
E aí, será que não tem alguém a nossa volta que precisa ser acordado do seu sono? Conscientizado da sua insensatez? 


3 comentários:

Antonio Batalha disse...

Seu blog é uma bênção, li algumas coisas, e dou graças pela Graça derramada sobre si, que a cada dia continue a ser esta bênção.Aquilo que escreve seja como pão para o faminto, e água para o cansado.E que cada irmão ao ler suas mensagens seja edificado, exortado no amor derramado no seu coração, a sua alegria, paz e graça, cresçam de maneira a transbordar seu cálice, e atingir os corações.Aproveito a fazer-lhe um convite: Gostaria que fizesse parte dos meus amigos virtuais em meu blog A Verdade Que Liberta. Deixo as minhas cordiais saudações em Cristo Jesus.

Deividh de Sá disse...

Não apenas precisamos aceitar o confronto, mas buscar de Deus um espírito de ousadia para, quando necessário, soubermos confrontar aquele que precisa. Deus não nos chamou para agradar a todos, mas sim a Ele em primeiro lugar. Muitas vezes, seja pela amizade, ou pela classe social ou familiar ou ainda por querer ser bem visto, tendemos a não desagradar daquele que, atualmente, não precisa de nossos elogios, mas de uma doce e abençoada palavra de exortação.

Elaine disse...

È, muitas vezes só conseguimos enxergar o que esta diante de nossos olhos quando alguém nos constrange com um amor maior e nos mostra o que realmente precisamos , caso contrário continuamos a viver nossas vidas tirando os "ciscos" do olho dos outros não acresce, não constrói, não me edifica e vivo na mediocridade. Louvo a Deus pela sua vida, pela sua família e pelo seu amor maior. Te amo Elaine Martinelli